Igreja Cenáculo da Fé - Estudos: Satanismo



Estudos

Estudo sobre o satanismo infiltrado nas igrejas cristãs


Antes de abordarmos o tema acima, é de vital importância entendermos primeiro o que é o satanismo e como ele funciona:

A Igreja de Satanás

A igreja de satanás foi oficialmente criada por Anton Szandor La Vey (1930-1997), em 30 de abril de 1966. O mesmo La Vey foi o escritor da bíblia satânica.

A sede dessa igreja fica em São Francisco (Estados Unidos), cidade mundialmente conhecida por seus habitantes predominantemente lésbicas e homossexuais.

No Brasil a igreja de satanás foi fundada em abril de 1997 por Lord Ahriman, conhecido como Deacon Paulo. Em 1998, com o desaparecimento do líder mundial da igreja, o deacon Paulo passou a atuar de forma totalmente independente, sem precisar prestar contas à sede. As igrejas são chamadas “grottos”.

Convicções e práticas da igreja de Satanás

  • Eles não adoram uma deidade viva. A ênfase principal recai sobre e no poder e autoridade do satanista individualmente em lugar de um deus ou deusa;
  • Eles acreditam que não existe nenhum redentor que deu sua vida pela humanidade – que cada pessoa é a própria redentora dela mesma, completamente responsável pela direção de sua própria vida;
  • O satanismo alega respeitar e exaltar a vida. Dizem que as crianças e animais são as mais puras expressões desta força de vida, e como tal é sagrado e precioso.

As Nove Crenças Satânicas

  1. Satã representa os prazeres, não a abstinência;
  2. Satã representa uma existência vital, não um sonho espiritual;
  3. Satã representa a sabedoria imaculada, não a hipocrisia;
  4. Satã representa a bondade para aqueles que o servem, não o amor ingrato;
  5. Satã representa a vingança, não o dar a outra face;
  6. Satã representa a responsabilidade para o responsável, não o ficar ao léu;
  7. Satã representa o homem como um outro animal, todavia melhor, ou muitas vezes pior que os que andam em quatro patas, graças às suas crenças espirituais e ao seu desenvolvimento espiritual. É isso que faz do homem o mais viciado dos animais;
  8. Satã representa tudo o que é chamado pecado, o que pode conduzir a uma gratificação mental, física ou emocional;
  9. Satã é o melhor amigo que a igreja jamais teve.

Onze Regras Satânicas

  1. Não dê a sua opinião ou conselhos se a pessoa não lhe pediu;
  2. Não dê importância às suas angústias ou problemas além do que é verdadeiramente necessário;
  3. Quando encontrar com outras pessoas mostre-lhe respeito, ou do contrário, não as encontre nunca mais;
  4. Se alguém lhe contraria ou lhe trata como a um animal, trate-o cruelmente e sem piedade;
  5. Não faça uma investida sexual sem que o sinal para o acasalamento tenha sido dado;
  6. Não dê o que não é seu, principalmente se isso for uma carga para a outra pessoa e venha a lhe provocar dissabores;
  7. Reconheça o poder da magia que você empregou com sucesso para obter seus desejos. Se você renegar os poderes e a magia, depois de uma sessão, perderá tudo o que conseguiu;
  8. Não se queixe de nada senão do que seja necessário;
  9. Não faça mal às crianças;
  10. Não mate os animais, salvo se for para salvar a sua vida ou se defender;
  11. Quando sair, não perturbe uma pessoa. Se alguém lhe perturbar, diga-lhe para parar; se ele continuar perturbando, tome uma providência para que ele pare;

Rituais e cerimônias

  1. Magia de sexo (inclui masturbação);
  2. Ritual de felicidade;
  3. Ritual de destruição ( inclui magia negra )

Regras de comportamento

  1. A oração é inútil pois distrai as pessoas;
  2. Os membros desfrutam de indulgência em vez de abstinência. Eles praticam com alegria todos os sete pecados cristãos (ganância, orgulho, inveja, ódio, luxúria, glutonaria e indolência). Se um homem bater em sua face, bata na dele também;
  3. Faça aos outros como eles fazem a você. Se ocupe livremente de atividades sexuais, conforme suas necessidades exigem( que podem ser com um só parceiro ou tendo sexo com muitos outros; pode ser do tipo heterossexual, homossexual ou bissexual, usando fetiches sexuais como desejar;

Programa de trabalho político

  1. Terminação do mito de igualdade para tudo;
  2. Taxa para todas as igrejas;
  3. Remover qualquer convicção religiosa que esteve incorporada à legislação.

Íntegra da carta de um satanista endereçada a uma igreja de Brasília

Brasília (DF), 28 de Setembro de 1999.

Caro Irmão em Cristo.

Missionários de Satanás - Cautela

Com os nossos melhores cumprimentos tomamos a liberdade de encaminhar uma copia da correspondência, recebida em nosso Gabinete, para que o irmão, caso julgue oportuno, comunique e alerte seus líderes e sua membresia dos perigos a que estamos expostos e para que tenham todo cuidado ao se fraternizarem com as pessoas que se imiscuem e se misturam em nosso meio.

Que essa carta possa servir também, de alerta a todo o Povo Evangélico e não somente aos seus lideres. Que Deus abençoe a todos nós com sua Sabedoria para que saibamos perceber, nessas pessoas, que se dizem Missionários, Pastores, Obreiros etc, os seus reais sentimentos e seus verdadeiros desígnios e que sejamos fortes para enfrentarmos o mal com coração fiel e firmado na Palavra.

Mais uma vez, colocamos nosso mandato e as possibilidades que temos nas Comissões de que participamos à disposição do querido Irmão, como, também de sua Igreja e das diversas Igrejas, denominações e lideranças evangélicas, que porventura venham a necessitar da humilde contribuição que esteja ao nosso alcance.

Saiba que essa disponibilidade não é apenas formal, é de coração para ser utilizada sempre.

Pedindo a oração de sustentação dos irmãos, colocamos nosso Gabinete a sua inteira disposição, bem como de seu "staff".

Cordialmente, em Cristo,

Pr. De Velasco
Deputado Federal – SP – Líder do PST
Bsb, 7/junho/99.

Meu nome é Edson Motta, fui recebido nesta igreja no dia 22 de setembro de 1996, estive conversando com o senhor por duas vezes no seu gabinete nos dias 18 de junho (quando cheguei à Brasília) e 13 de agosto quando o senhor me deu uma ficha para ser preenchida. Disse ao senhor na ocasião que estava vindo de Recife e que queria uma nova chance de reiniciar minha vida, já que tive alguns problemas lá, mas que queria poder confiar em algum líder evangélico. O senhor me aceitou como membro sem questionar muita coisa, apenas pediu que eu providenciasse junto à secretária Eliane o pedido da carta de transferência. Esta foi a igreja que eu tive mais facilidade de ingressar. O senhor não imaginava na época quem o senhor estava recebendo como seu membro. Assim como vocês têm missionários, outras igrejas também têm. Assim como vocês evangélicos treinam esses missionários para a obra, nos também treinamos os nossos e o que o senhor não imaginou foi que eu seria um missionário altamente treinado para trabalhar em sua igreja em função preestabelecida. Quero agora realmente me apresentar. Sou Edson Motta, missionário de Satanás, pertencente à igreja que aqui no Brasil ficou conhecida como Igreja do Diabo. Temos vários tipos do que vocês chamam de obreiros – nós chamamos de Enviados e Missionários. Os Enviados são pontos de contatos para a atuação dos nossos Missionários.

Está achando isso tudo algo parecido com filme ou coisa semelhante? O senhor não sabe nem a metade.

Antes, penetrávamos nas igrejas, fazíamos nosso trabalho e saiamos como se nada tivesse acontecido e ficávamos apenas com os louros para nós mesmos. Hoje, quando o trabalho missionário é eficaz, isto é, alcançamos nosso intento, temos relatado aos líderes envolvidos, para que eles percebam quão bobos, ingênuos e sem experiência eles são diante de nós. Este é o caso de vocês. Ao relatarmos no final de tudo o que aconteceu, já ocorreu de alguns pastores tão decepcionados com tudo aderirem ao nosso movimento, pois estão tão quebrados e decepcionados que fica fácil, fácil a adesão. Sem contar que estes nomes vão para o nosso computador e que são alvo de nossas rezas constantemente.

Bem, como acontecem as coisas em nossas igrejas? Temos cultos semelhantes aos de vocês, mas não em templos, somos mais discretos e as vezes usamos associações como faixada. Nesses cultos acertamos detalhes quanto a nossa atuação em todo o Brasil. Não temo medo de nada. Estamos dispostos a pagar com vida, se bem que isto não é preciso, já que temos o apoio de gente de escalão alto.

Primeiro escolhemos estrategicamente igrejas chaves em diversas regiões. Nem sempre escolhemos pessoas especificas, escolhemos igrejas. A igreja de vocês não causou interesse após uma apresentação do Grupo Raízes em São Paulo quando informalmente um dos componentes conversando com um dos nossos Enviados sobre quanto à igreja era boa e como estava crescendo em Brasília. Outras igrejas em Brasília nos interessaram (como ainda nos interessa), mas resolvemos investigar. Várias foram às vezes que nossos Enviados visitaram esta igreja. Um deles lançou um Cd gospel num culto de vocês; outra fez uma entrevista para ingressar no INOVI querendo ensino a distancia, uma Enviada nossa teve gabinete com o Pastor Heráclito antes dele ir para Frutal, enfim pouco a pouco fomos conhecendo o potencial da igreja e de seus lideres, bem como pontos fracos. Vimos que esta igreja gozava de um renome na cidade, seus pastores e a pastora eram tidos como “honrados” e que ela estava sendo considerada uma das melhores da cidade. Já havíamos cuidado da Igreja Filadélfia e agora estava pronto o plano.

Antes o nosso alvo era apenas divisão da igreja, disseminação de fofoca, queda de pastores, etc... Hoje vamos além, pois queremos deixar além de tudo isso a sensação de culpa que corrói por dentro e estremece e também a percepção de quão frágeis são e como estão sendo muito mais usados pelo que vocês chamam de o Enganador (que para nós é chamado de Mestre). Enganador este que vocês tanto “guerreiam” contra, mas que na verdade vocês servem de uma maneira velada. Forte, não é? É assim que nós, servos do Enganador, somos e agimos.

Quanto á igreja Filadélfia, estivemos lá (não eu, mas uma outra equipe) por três anos, levando disseminação e divisão. Planejamos o flagrante do Pastor Djair e acionamos o jornal para estar lá no dia certo para a grande manchete.

Decidimos então que era a hora do nosso Missionário – no caso eu – entrar em ação. Quando decidimos entrar em ação, já tínhamos um plano muito bem estabelecido, pois trabalhamos somente com planos a longo prazo (variando entre dois e três anos), pessoas bem posicionadas, informações certas e acima de tudo, pessoas chaves na mira.

Em junho de 96 comecei meu trabalho ao contactar o senhor, Bispo. Me encaminhar para a Elaine foi como vocês dizem “uma benção”, já que lá foi meu primeiro terreno fértil. Foi lá que instalei minha primeira escuta. Isso mesmo. Por aquela secretaria eu passei quatro vezes e ela me deixava entrar, como todo mundo, quando estava trabalhando no computador. Certa vez ela me deixou sozinho e eu coloquei a escuta debaixo de uma das mesas. Como tive informações! Ali foi o nosso começo e que excelente começo. Ali ficamos sabendo dos planos para a reforma. Ouvimos também toda a reunião que fizeram num sábado pela manhã para os últimos acertos do novo estatuto e quem seria a peça chave para que nos atacássemos. Tudo que aconteceu ali temos gravado em fita.

Com aquelas informações já conseguimos manipular algumas situações. Foi o que precisávamos para a primeira carta e assim o fizemos. Bingo. Como o Bispo ficou abalado. Fez uma reunião com os pastores. Neste tempo, já havíamos instalado mais uma escuta no gabinete do Pastor Nilson. Temos atendimentos e atendimentos gravados, alguns conselhos bons, outros nem tanto, algumas conversas mais ásperas, mas nada muito comprometedor, mas enfim já tinha em mãos dois lugares para obter informações, mas eu queria mais, porque é assim que eu fui treinado; tenho que detonar. Este é o nosso lema.

Precisava ter uma escuta no gabinete do Bispo, afinal, e lá que tudo acontece. Enquanto ele trabalhou no gabinete do pastor Nilson eu o monitorei, mas pouca coisa consegui, pois foi num tempo que se falava quase que só na reforma. De importante desse tempo, tenho gravado uma conversa do Bispo Antonio com a pastora Vilma sobre o pastor Nilson; uma conversa do pastor Nilson, Joel e Pastora Vilma sobre uma placa que havia sido entregue ao Joel; uma conversa com do Bispo com o Pastor Joel sobre o louvor e instalação de tomadas para o som da igreja; duas conversas com a arquiteta Emilia, etc. Nada muito importante.

Não estávamos tendo muito progresso. Mas como eu disse, trabalhamos a longo prazo.

O senhor, Bispo, pode ate estar pensando como eu e minha equipe conseguimos tudo isso. É uma rede tão grande envolvida que o senhor não tem idéia. Para o senhor ter uma pequena noção, eu tenho curso de detetive particular, porte de arma, equipamentos de todos os tipos, desde bina a escutas, alta tecnologia, etc. Toda a mina equipe é formada secularmente e também na própria igreja. Quer saber? Vi vocês falando tanto sobre guerra espiritual principalmente nas sextas feiras e vocês não sabem nada sobre isso. Nós sabemos o que é guerra.

Quer saber como entrei nos gabinetes para instalar a escuta? No seu, quando os operários foram instalar uma sanca de gesso. Tinha tanta gente que ninguém nem percebeu. Nos outros gabinetes, junto com o pessoal da limpeza do ar condicionado. O da pastora Vilma foi à última escuta a ser instalada, pois ela sempre deixava o gabinete fechado e quando consegui, achei que deveria ter feito antes, pois ali é o lugar onde sem sombras de duvidas as pessoas choram as magoas. Soube tanta coisa intima de tanta gente da igreja. A pastora sabe de segredos ali que até Deus duvida. Só que nós também sabemos! Nós descobrimos o dia em que eles iam fazer a manutenção. Enquanto a equipe entrava num gabinete, eu falava com a secretária ou o zelador para abrir outro e foi fácil. Para tirar a escuta fiz a mesma coisa. Sou profissional e sou um missionário muito bem usado. E olha que eu nem sou dos melhores.

Após ter instalado as escutas nos gabinetes tudo ficou muito fácil. Tentei uma porta no INOVI, mas a Elizabeth nunca me deixou nem entrar. Chegamos a instalar uma escuta lá, num dia de matricula, era um domingo à noite e só estava o diácono Roberto atendendo e muitas pessoas esperando. Ele nem me viu entrar e sair, mais não foi bem plantada a escutas achamos que um dos da limpeza a estragou. Acabamos retirando quando houve uma mudança de móveis.

Mas o melhor estava sendo programado. Juntamos todas as informações que tínhamos. Gabinetes do Bispo com o Pastor Heráclito e esposa, conversas do Bispo com pastores, uma conversa de uma tal Luzia com a Pastora Vilma no gabinete do Bispo onde ela estava sobre Frutal.

Sabe como monitorávamos os gabinetes? Com uma van estacionada ora no prédio em frente à igreja, ora estacionada nos fundos, em frente ao gabinete do Pastor Nilson. Pensa que isso só acontece em filmes ou nos ministérios públicos? Isso é mais fácil de fazer do que vocês pensam.

O Bispo é singular. Não é à toa que é Bispo. Comentários curtos, com reticências no final, afinal, para um bom entendedor pouco é suficiente.

Alguns conselhos do Bispo – “Não, não precisa fazer o curso de batismo não. Você vem aqui umas duas tardes e eu converso com você e você se batiza”.Depois diz ao Pastor Nilson que está dando todo o apoio ao curso de batismo. “Dê o cano nos agiotas. Agiota não merece pagamento”. "Alguns impostos deveriam ser sonegados, eu não condeno quem não paga alguns impostos”. E por ai vão os sábios conselhos. E as frases. “Elogio para mim é desprezível”, mas vive se auto elogiando no púlpito. “Faça o que faço que dá certo”.

Após o envio que fiz da 3ª carta, recebi uma ordem superior de retirarmos as escutas dos gabinetes, pois pela escuta soubemos do acionamento da policia civil. Escutamos tudo e conseguimos, desta vez com um pouco mais de dificuldade, retirá-las. Ainda deve ter alguma marca debaixo das mesas. Vão lá correndo verificar. Parecem meninos curiosos. Tão infantis.

Viajamos para processar e editar o material que recolhemos e quando eu voltei na sexta-feira passada apenas para verificar a repercussão de terem ficado com a cara no chão por perceberem que foram feitos de bobos, eu é que fiquei com o queixo caído quando no domingo soube da ultima sobre a tão estimada, reverenda, professora, diretora e muito mais (como o Pastor Nilson a trata).

Nosso intuito aqui nessa igreja era testar algumas táticas novas, jogando pastores e lideres uns contras os outros e enfraquecendo toda a igreja com desconfianças, fofocas e dúvidas. A tática era: ataca-se frontal e explicitamente um dos líderes e indireta e implicitamente outro colocando outros como vitimas de maneira a gerar discórdia, autodefesa, dúvidas e desconfiança. Alcançando isso, passamos para a segunda fase um pouco de temor misturado a mais um pouco de ataque. É infalível. Tínhamos em mente usar o pastor Nilson como Judas detonando-o e destruir o pastor Heráclito e pastora Vilma que são os queridinhos do povo de uma vez só, um explicitamente e ela implicitamente. Obviamente atingiríamos em cheio o Bispo e seu ministério.

Escrever esta carta é de grande alegria para mim e toda a minha equipe (ficou até parecendo com frases que vocês usam, estou ficando craque nisto também). E a premiação de atestar para vocês o quanto somos superiores e o quanto vocês não entendem nada de guerra. Tantos são os detalhes que eu poderia expor e tantas são as técnicas de conseguir informações no meio de pessoas tão ingênuas e despreparadas para a vida e principalmente para a vida que vocês chamam de ministério. (elegível) Vocês não sabem nada. Vimos todos vocês correndo de um lado para outro tão tontos sem saber o que fazer com uma mereça de carta anônima. Saíram atirando para todo lado em vão. Ouvimos conversas entre os pastores que demonstravam um medo tremendo de estarem sob suspeita, mesmo sabendo que não tinham feito nada. Foi hilário. Ouvimos comentários em piedade, disse me disse, explicações do inexplicável.

Não se preocupem, minha missão por aqui acabou. Quando vocês receberem esta carta eu á estarei sendo aceito numa igreja no Rio de Janeiro. Aguardem e vocês saberão que grande estrago fizemos ali.

Sabem onde eu morava? Em frente da igreja. Observava tudo o que lá acontecia. Vamos, saiam correndo, investiguem, vocês são tolos.

Bons sonhos para vocês. Prestem mais atenção na manutenção do ar condicionado.

Edson Motta – Missionário.

Estratégias satânicas para a destruição das igrejas cristãs

Os satanistas são cuidadosamente treinados para se infiltrarem e destruírem igrejas cristãs. O objetivo de Satanás é fazer com que cada igreja fique parecida à igreja de Laodicéia, que é descrita em Apocalipse 3:15-16.

As igrejas cheias de membros passivos que não se incomodam em estudar a Bíblia e que mesmo "tendo forma de piedade, negam, entretanto, o poder...", como é descrito em II Timóteo 3:5, não são ameaça a Satanás.

Satanistas do mais alto nível freqüentam igrejas evangélicas. Os ataques de Satanás virão das próprias igrejas, especialmente em épocas de prosperidade. A Bíblia nos avisa acerca destes ataques em Atos 20:25-31, II Coríntios 11:13-15 e em Judas 4.

A seguir os oito pontos básicos de ataque ensinados por Satanás a seus servos para serem usados na destruição das igrejas de Cristo:

1- Profissão de fé

Em primeiro lugar o satanista deve fazer uma "profissão de fé". É preciso que eles finjam serem salvos para ganharem a credibilidade junto à igreja. Nas igrejas que são feitos apelos, a pessoa vai à frente, normalmente até com lágrimas nos olhos, fingindo ter sido salva. Se a igreja for renovada, em que é dada grande ênfase ao dom de línguas, o satanista falará em línguas. Isto não é problema, pois os demônios podem falar em línguas facilmente. É por isso que Deus dá importante ênfase na interpretação, como escrito em I Coríntios 14:26-28.

Esta parece ser uma das áreas de maior confusão entre os cristãos. Os satanistas podem e fazem uso do nome de Jesus. Podem pregar e ensinar acerca d'Ele e usar o Seu nome nas orações, etc. Os versículos mostrados em Lucas e Mateus, claramente, ensinam sobre isto. A única coisa que não podem fazer é passar no teste de I João 4. Eles não podem olhar dentro de seus olhos e dizer: "Jesus Cristo que é Deus, que veio em carne, morreu na cruz e ao terceiro dia ressuscitou e agora está assentado à mão direita de Deus Pai; este Jesus é o meu Senhor e Salvador e Mestre". Ah! Mas eles podem dizer "Jesus salva-me". Contudo, de qual Jesus estarão falando? O próprio Jesus falou que muitos viriam no nome d'Ele. Eles também conseguem ler ou repetir uma confissão ou profissão de fé em Jesus Cristo. Eles podem e lêem a Bíblia. Se perguntar a eles se o Jesus Cristo que veio em carne é Salvador deles, poderão mentir e responder "sim". Porém, não podem, com a própria boca, fazer a declaração mencionada anteriormente (o teste de I João 4).

2) Adquirir credibilidade

Os satanistas adquirem credibilidade junto às igrejas de muitas maneiras. Depende da particularidade de cada igreja. São freqüentadores assíduos e pode-se contar com eles para ajudar em quaisquer projetos porque estão sempre dispostos. Não só conseguem credibilidade desse modo, como também conseguem conhecer a igreja e seus membros. Aí, não se leva muito tempo para descobrir quem está e quem não está verdadeiramente comprometido com Cristo.

O dinheiro é uma grande arma. Se a igreja for grande e rica, eles contribuem regularmente e, gradualmente, aumentam a contribuição até se tornarem um dos principais suportes financeiros. Nas igrejas pequenas em que os membros, em sua maioria, são pobres, eles não fazem alarme com somas exorbitantes em dinheiro, mas gradualmente e, cuidadosamente, aumentam as contribuições até que os programas se tornem dependentes de seus suportes financeiros. Naturalmente que a Irmandade providencia o dinheiro que eles dão.

3) Destruir a base da Oração

Um dos mais simples e importante alvo de Satanás é afastar a oração da igreja. São tantos os versículos acerca da oração que não conseguiríamos listar todos. Uma igreja forte é uma igreja que ora. A oração requer auto disciplina, mas infelizmente a maioria dos cristãos gasta muito pouco tempo em oração. Eles podem arrumar diversas formas de destruir a oração da igreja, todas sutis, mas geralmente muito eficientes.

4) Rumores

Uma vez que a base da oração esteja destruída, os satanistas ficam livres para fazerem o que quiserem. Uma das coisas mais fáceis a fazer são os rumores. A fofoca é uma das principais armas de Satanás. Pouquíssimas pessoas são fortes o bastante para não passar adiante um comentário. Os satanistas podem, facilmente, destruir a credibilidade de um pastor e de cristãos verdadeiros numa igreja, através de rumores. Insistimos com os líderes de igrejas a que sejam extremamente cautelosos. Nunca vá sozinho à casa de um membro do sexo oposto para aconselhar ou ajudar. Poderá ser facilmente incriminado, mesmo que não tenha feito algo inconveniente ou errado. Quem poderá prová-lo? As carreiras de muitos pastores foram destruídas por atitudes assim. I Tessalonicenses 5.22 diz "Abstenhai-vos de toda a aparência do mal". Cada cristão deveria cuidadosamente seguir este versículo.

5) O Ensino e a mudança de doutrinas

Os satanistas sempre cobiçam posições de mestres nas igrejas, e podem fazer tremendos estragos nestas posições.

Não se engane. Nas maiores e mais ricas igrejas de nosso país, há um número considerável de ministros que são satanistas. A influência deles é muito grande e conseguem fazer grandes estragos porque os cristãos são preguiçosos para estudar a própria Bíblia e checar o que eles ensinam.

São três as áreas básicas em que ensinam:

  1. Oração: Eles fazem da oração um procedimento muito complicado. Ensinam que há inúmeros passos que um crente deve tomar para certificar-se de que está em um relacionamento "correto" com Deus antes de obter qualquer poder pela oração ou, até mesmo de ser ouvido pelo Senhor. Eles usam e torcem muitos versículos para legitimar suas falsas doutrinas. Os membros leigos são desencorajados da oração porque a mesma é apresentada como um fardo, e, muito complexa.
  2. Uma das mais destrutivas doutrinas satânicas de hoje é a mensagem da sai e da riqueza. É uma maneira de evitar que as pessoas se disponham ao sofrimento para ajudar um outro irmão, e também, desencoraja ao cristão de sofrer perseguição. Ensinam que todo cristão deveria ser rico o tempo todo e saudável. Aquele que não o for, certamente, está falhando em alguma área da vida.
  3. A doutrina do amor: "Não se deve julgar a ninguém". Os satanistas protegem a si mesmos com esta doutrina e os cristãos passivos não querem "ficar no calcanhar de ninguém". Assim, os servos de Satanás não são perturbados e nem suas vidas são investigadas.

6) A quebra da Unidade Familiar

Satanás sabe que se ele for bem sucedido em quebrar a unidade familiar, a unidade da igreja será afetada assim como a da nação. Assim, eles trabalham firmes para separar as famílias. Iniciam todo o tipo de atividades para adolescentes, escolas e pré-escolas para as crianças. Desenvolvem programas separados para as mulheres e para os homens e da mesma forma procuram manter os pais separados o quanto for possível.

As crianças precisam ouvir aos cultos e participar de reuniões de orações, assim como seus pais. Por toda a Bíblia, o princípio da aprendizagem junto aos pais, é mostrado. Elas aprendem a respeitar a Deus e a igreja quando ouvem atentamente aos cultos. Imediatamente após os programas, que são preparados para os jovens separando-os das principais reuniões da igreja, eles perdem o respeito pelo pastor e pela igreja. Eles não "são obrigados a sentar e ouvir o pastor porque este é tão aborrecido!". Esta é a atitude que rapidamente desenvolvem. Não seria a melhor maneira para as crianças aprenderem a orar estando juntos a seus pais? Os maridos e as esposas também são alvos de Satanás. Nos dias atuais em que o divórcio está "tão em moda", os casais precisam passar tempos juntos para permanecerem unidos. Separar o marido da mulher para outras atividades como, por exemplo, retiros, é um grande passo para prejudicar-lhes o relacionamento.

7) Parar todo o ensino apurado contra Satanás

Um dos maiores alvos de Satanás e seus servos é evitar qualquer ensino acerca de si mesmos ou sobre suas atividades. Fica mais fácil camuflá-las se as pessoas continuarem na ignorância. Aos satanistas é sempre ordenado prevenir qualquer ensinamento sobre Satanás nas igrejas em que freqüentam.

As desculpas são muitas, dizem que qualquer ensino sobre Satanás dá a glória para ele, tira a atenção das pessoas de Deus, faz com que elas se voltem para Satanás, etc. A Palavra de Deus, no entanto, ensina muito a respeito do nosso inimigo e mostra que se formos ignorantes a respeito dele, ele, com certeza, terá vantagem sobre nós.

Um simples encantamento de um satanista poderoso designará um demônio a cada pessoa que freqüenta a mesma igreja que ele. O propósito do demônio é manter guarda, e no instante em que alguém disser qualquer coisa sobre Satanás ele irradiará pensamentos para a mente da pessoa a fim de que esta não ouça o que está sendo dito.

Atenção! Os membros que reclamarem dos ensinamentos a respeito de Satanás e suas táticas poderão, provavelmente, ser satanistas.

8) Ataques de bruxaria especialmente enviados aos membros líderes de Igrejas

Esta é uma outra razão porque a oração é tão importante. Tanto os pastores, como os líderes ou aqueles que estão empenhados numa batalha espiritual, sofrerão ataques de bruxaria.

Serão tremendamente afligidos por toda a sorte de enfermidades, dificuldades na concentração, confusões, fadigas, dificuldades para orar, etc. Os líderes devem ser sustentados pela oração e intercessão dos membros da igreja. Uma vez que esta base não exista, os pastores e seus colaboradores passam a enfrentar estes ataques e em muitos casos são vencidos. É por esta razão que Paulo sempre pedia, no final de suas cartas, as orações de seus irmãos na fé.

O Incrível número de cristãos passivos, frios e "mortos", hoje em nossa terra serve de testemunho para mostrar o sucesso das táticas cuidadosamente planejadas por Satanás. A nossa oração é que todos os cristãos que lêem estas palavras procurem o Senhor em oração, buscando orientação de como lutar e enfrentar tais ataques em suas próprias igrejas.

Bibliografia

Extraído da Internet exceto a carta, recebida por este ministério e transcrita na íntegra.




Destaques do site

· Vigilia ao vivo - Dia 30/05/2014, a partir das 22hs
· Culto as Quintas - 20h00, ao vivo em áudio e vídeo
· Culto aos Domingos - 19h00, ao vivo em áudio e vídeo

Fale conosco

Igreja Cenáculo da Fé para as Nações
Avenida do Guacá, 1067 - Mandaqui
São Paulo - SP
Tel: Brasil - (011)2307-4211 / 97160-6768 /
Tel.: Estados Unidos - (508)598-7340 ou (508)591-5980
Email: webmaster@horadaverdade.com